segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Prevenções estivais -3



No verão o universo aquático – o paralelo e intrigante mundo dos peixes – é mais subversivo. Quer mergulhemos nas águas ou nas cervejarias, os bichos aquáticos atrairão sempre o nosso interesse, e, há sempre o risco, de se passar de predador a isco e de sermos engolidos por umas dessa bocas gigantes que escondem em lugares inesperados ou recônditos.

Fica então o conselho: antes de te entregares a um pescado observa primeiro se o fazes na qualidade de isco ou de predador. De cabeça fresca, observa o habitat do bicho e o estado das águas. Sonda, engoda, lê os menus com atenção. Depois decide. E, se for caso disso, mergulha. Mas tem sempre uma bóia debaixo de olho.


Daniel D. Dias

Sem comentários:

Publicar um comentário