quarta-feira, 2 de outubro de 2013

DETENÇÃO DE DUAS MULHERES PELA PRÁTICA DO CRIME DE BURLA QUALIFICADA





A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, identificou e deteve, em flagrante delito, duas mulheres, de 37 e 38 anos de idade, ambas vendedoras ambulantes, sobre as quais recaem fortes suspeitas da prática de um crime de burla qualificada.

O inquérito no âmbito do qual se efetuaram estas detenções iniciou-se na sequência de uma queixa apresentada por uma mulher, sexagenária, que no início do passado mês de setembro fora abordada pelas detidas, que não conhecia e que se lhe apresentaram com nomes que entretanto se apurou serem falsos, que a convenceram de que a filha padecia de um mal grave, mal esse que poderia ser curado caso lhes entregasse todo o ouro que possuía a fim de o mesmo ser “benzido”.

Na sequência de tal abordagem e de posteriores encontros, a vítima ficou convencida de que a sua filha efetivamente padecia do referido mal e, horrorizada pela situação, acabou por entregar às detidas todo o ouro que possuía e que avaliou em cerca de €200.000,00 (duzentos mil euros) bem como €40.000,00 (quarenta mil euros) em dinheiro que levantou de várias contas bancárias.

Sem comentários:

Publicar um comentário