quarta-feira, 2 de julho de 2014

aspiração



Não quero a emoção
nem tão pouco a razão.
Não me fio nesses labirintos
do coração

Não quero a certeza
nem tão pouco a esperteza.
Não confio nesses requintes
da subtileza

Não quero a felicidade
nem tão pouco a eternidade.
Não acredito nessas tramas
da falsidade

O que quero é só amor
mas sem condição nem favor
sem procura nem oferta
e sem temor

Daniel D. Dias

Sem comentários:

Publicar um comentário